Normas da TV digital: prós e contras.

Lembra-se do tempo em que só podíamos assistir poucos canais num televisor a preto e branco? A maioria de nós ainda nem tinha nascido e já só assistiu a canais de televisão em ecrãs LED panorâmicos. A televisão, tal como qualquer outra tecnologia moderna, evolui rapidamente. E aquilo que antigamente era de uso comum, já não dá resposta às necessidades de hoje em dia. Atualmente, a norma de TV digital é a escolha preferida. A sua audiência aumenta de dia para dia. E uma grande procura é sempre um bom incentivo para o negócio.

O mercado oferece as seguintes normas de TV digital: televisão digital terrestre, televisão digital por satélite e televisão digital via Internet. A nossa pergunta é: qual a melhor opção de negócio?

TV digital terrestre

Os formatos DVB-T ou DVB-T2 estão agora a substituir a TV analógica. Diferem principalmente em termos de codificação de sinal. O formato DVB-T(T2) permite a transmissão da imagem com melhor qualidade. Infelizmente, a qualidade HD (alta-definição) nem sempre está disponível. O número de canais de televisão também é limitado. Para que possa obter um sinal DVB-T ou DVB-T2, os seus subscritores terão de possuir um recetor especial ou um módulo CAM para televisor. Para além disso, as redes de televisão terrestre normalmente são públicas, o que dificulta a criação de um negócio nesta área.

TV digital por satélite

A televisão digital por satélite possui vantagens óbvias sobre a TDT e é possível ser instalada até mesmo em locais onde o sinal DVB-T não está disponível. Com apenas um recetor e uma antena parabólica, os seus subscritores podem aceder a canais de elevada qualidade de todo o mundo. No entanto, esta norma de TV é afetada pelas condições climatéricas e o sinal torna-se instável durante as intempéries. Apesar de algumas desvantagens, obterá sempre boas receitas. Os seus clientes necessitarão de muito equipamento e de uma subscrição.

TV digital por Protocolo de Internet

A televisão digital por protocolo de Internet (IPTV) é uma norma que está a tornar-se cada vez mais popular entre os telespetadores. A principal razão é a simplicidade de ligação. Atualmente, como a grande maioria dos lares possui ligação à Internet, tudo aquilo de que necessita é de um pequeno descodificador IPTV. Esta norma é totalmente compatível com os formatos FullHD e 4K. Mais ainda, a tecnologia permite o acesso a serviços como OTT (over-the-top) e VoD (video on demand), conseguindo assim satisfazer os pedidos mais exigentes. Para quem tiver dúvidas sobre qual norma escolher, oferecemos a solução ideal. Poderá utilizar descodificadores IPTV híbridos que suportam os formatos DVB-T ou DVB-C, para que os seus utilizadores tenham acesso a vários tipos de conteúdos.

Para além disso, a norma IPTV é ideal para o arranque do seu negócio, uma vez que não exige um investimento substancial. Mais ainda, muitos fabricantes de equipamento oferecem soluções complexas de IPTV que tornam o lançamento do projeto bastante simples. Para facilitar o processo de arranque, poderá contactar a Infomir. Poderá oferecer apenas equipamento aos seus clientes ou então uma solução complexa que inclua descodificadores, middleware e outro tipo de software. Tudo depende das suas necessidades. Desta forma, poderá alcançar rapidamente o sucesso com o apoio e colaboração da Infomir, tudo a um custo reduzido.